(Resenha) Livro – Auto da Compadecida – Ariano Suassuna

O livro nos traz o enterro de um cachorro em latim, o testamento desse mesmo cachorro para um padre, um bispo e um sacristão, o debate de João Grilo com o diabo, um gato que “descome” dinheiro e uma gaita que ressuscita os mortos.

Mitologia Grega – Deus Anteros

“Muitos não sabem da existência deste deus da mitologia Greco-Romana. Sabe aquelas histórias onde existe um irmão famoso e outro que vive esquecido à sombra dele? Bom, só pelo nome dele já conseguem descobrir ”

(Resenha) Livro – Nós – David Nicholls

As aventuras da viagem e as descobertas sobre si e sobre o outro, a família, o amor fraterno são recheios dessa história. Fica a lição que nem tudo é perfeito e o "para sempre" só existe para aqueles que acreditam e batalham por isso.

(Resenha) Livro – Comédias Para se Ler na Escola – Luís Fernando Veríssimo

(MAIS ACESSADO ABRIL) Eis aqui a publicação mais acessada! Durante o mês de abril esta foi a publicação que despertou o maior interesse entre nossos amigos com 53 acessos! De tempos em tempos haverá este termômetro! Obrigada pelo apoio e carinho, por todas as mensagens e pelos leitores assíduos (ou passageiros). Não deixe de nos acompanhar e experimente um pouco do que passa “pela mente” dessa que vos escreve…

Mitologia Grega – Deusa Deméter

"O nome Demeter deriva do grego "mãe da terra" frase antiga e também deu o nome à palavra grega para cereal que são conhecidos como "demetriaka"."

(Resenha) Livro – O Alienista – Machado de Assis

E vem à tona os questionamentos sobre loucura, desequilíbrio, psicose, insanidade, etc.. De uma forma sarcástica, o autor ironiza a ciência da época e o modo como os estudiosos tentavam entender e esclarecer as doenças mentais, a forma que definiam quem se encaixava dentro dos "níveis de loucura" aceitáveis pela sociedade.

(Arte) Contemporânea – Body Art

"O espectador pode atuar não apenas de forma passiva mas também como voyeur ou agente interativo. Comumente, as obras de Body art, como criações conceituais, convidam à reflexão, ao enfado, ao choque, ao distanciamento ou ao riso."